Pesquisar

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Aprenda a dizer não



Oioi :)

Essa semana vi várias vezes coisas que me deixaram preocupada. Muitas pessoas aceitando encomendas de coisas que não sabem o que é, muito menos como fazer.

Se o cliente pergunta se você faz tal coisa e você não imagina o que seja, como faz ou se vai conseguir fazer, recuse ou seja sincero, diga que nunca fez, mas que vai procurar saber como é e ver a viabilidade para produção. Você não é obrigado a responder o cliente na mesma hora, lógico que quanto mais rápido, melhor, mas é SUPER normal pedir um prazo para o envio do orçamento.

O que mais vejo e fico preocupada é a impressão no vinil. CUIDADO! Não venda algo sem testar! E testar não é só fazer e lavar uma vez esfregando com o lado amarelo da esponja. É deixar em uso, esfregar com vontade, ver a real durabilidade daquele produto. Você pode saber que o ideal é lavar com o lado amarelo, seu cliente também vai saber quando você informar, mas e quem for receber esses brindes? Vai ter esse cuidado?

Outra coisa são as "letras douradas". Pra fazer esse efeito, na maioria das vezes usamos uma impressora laser, foil e laminadora. Tenho visto pessoas que aceitaram encomenda e estão tentando fazer dourado na impressora jato de tinta. Não dá certo! Há uma cor que vai chegar próximo do dourado, mas não vai ter o brilho de um dourado feito com foil.

Mesma coisa com artes, arquivos, etc. Para passar um orçamento você precisa testar, montar, encontrar o molde, ver quanto de material você vai utilizar, quanto tempo você vai levar para produzir aquele produto etc etc. Não é apenas aceitar a encomenda e passar um valor qualquer que você se baseou olhando o preço de outro colega.

Não se queime por tão pouco. Você não é obrigado a saber fazer tudo ou conhecer tudo. A gente vai aprendendo e se aperfeiçoando com o tempo, com muito estudo e dedicação. 
Vejo lojas que fazem tudo "mais ou menos" pra falar que tem uma gama enorme de produtos e serviços no portfólio, sendo que poderia fazer menos opções, mas fazer aquilo com qualidade e excelência.

Por mais que você precise do valor daquela encomenda, se você não conhece o que foi pedido, se não testou ou não tem segurança, recuse. Não se mostre desesperado e nem despreparado. 
Aprenda a dizer NÃO e depois de dizer o não, não se acomode. Estude, conheça, teste, tente fazer aquilo para na próxima oportunidade você dizer SIM, com confiança.

É isso ;) 

Participe do grupo Silhouette com Laís Ribeiro, lá no Facebook! Te espero lá.

Um beijo e até a próxima!

Um comentário:

  1. Por isso estou voltando com calma... Conhecendo o novo cenário e valorizando cada aprendizado, itemns e material e equipamento adquirido... Ótimas dicas..
    Sucesso Laís.. bjss

    ResponderExcluir